Vasos biodegradáveis feitos a partir de fungos e de resíduos florestais

2018, Ambiente, Green World, Ideias Brilhantes, Inovação, Todos, UAU!Comentários fechados em Vasos biodegradáveis feitos a partir de fungos e de resíduos florestais347

Spawnfoam, uma empresa portuguesa sediada no Regia-Douro Park, em Vila Real, utiliza os subprodutos da limpeza das florestas e da produção vinícola para criar biocompósitos.

O resultado? Materiais biodegradáveis em forma de vasos, que serão usados durante o processo de crescimento e transplantação de plantas e árvores de viveiro.

Já disponível no Brasil

nas livrarias CulturaSaraiva

www.emprego30dias.com/videos

Spawnfoam é uma empresa de biotecnologia criada em 2017, pelo engenheiro mecânico, Pedro Mendes e Guilhermina Marques, docente na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e investigadora do CITAB.

Os empreendedores começaram por produzir vasos ornamentais e florestais e painéis para construção, no entanto, garantem que produtos como: embalagens, paletes ou mobiliário poderão ser as próximas apostas biodegradáveis da empresa.

Os fungos e os resíduos orgânicos e agroflorestais podem dar origem a biocompósitos com uma infinidade de aplicações.

Segundo o empreendedor, para criar os biocompósitos são utilizados materiais em final do ciclo de vida, aos quais são adicionados aditivos de origem orgânica. Esta mistura, que é submetida a diferentes fases de tratamento, resulta num compósito totalmente biodegradável e multifacetado.

A ideia para a criação deste inovador projeto surgiu de em 2013, durante uma aula. Pedro Mendes frequentava o mestrado em Engenharia Mecânica na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro quando lhe foi apresentada a Ecovative Design, uma empresa norte-americana que produz compósitos biodegradáveis e de origem orgânica.

Vais adorar ler este romance:

Capa-livro-a-Perda-Lucia-Juliao

Vê os vídeos de alguns capítulos, aqui.

Interessado pelo tema, Pedro Mendes começou a fazer pesquisas, de forma a conseguir “trazer o conceito para a Europa”. 

Em 2014, o projeto foi selecionado para integrar o programa Passaporte para o Empreendedorismo, do Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (IAPMEI) e 2 anos depois, a participação no programa COHiTEC, resultou na criação da empresa.

O co-fundador da empresa explicou que inicialmente produziam os biocompósitos utilizando um fungo dos cogumelos, semelhante ao que a empresa norte-americana faz. Com o intuito de inovar, decidiram aproveitar a matéria-prima existente no Douro, nomeadamente os resíduos da manutenção da vinha e da produção de vinho.

Tendo em vista a sustentabilidade ambiental e eficiência na utilização dos recursos, a empresa está atualmente a testar a aplicação dos biocompósitos em 3 produtos:

  1. vasos biodegradáveis para transplantação de árvores;
  2. Placas para isolamento térmico e acústico, destinadas ao setor da construção civil;
  3. Um biomaterial destinado ao acondicionamento de mercadoria. 

Após a aplicação original, os produtos podem ser utilizados para a fertilização orgânica dos solos ou a incorporação em novos biocompósitos.

Pedro Mendes, um dos fundadores da empresa de biotecnologia.

Recentemente (junho de 2018) a empresa foi uma das finalistas da Climate Launchpad, uma competição promovida pela Comissão Europeia que apoia ideias inovadoras com vista à redução do impacto ambiental.

Em novembro de 2018, a empresa irá à Escócia para representar Portugal na final europeia, juntamente com mais 2 empresas portuguesas, a Eco2Blocks, que cria blocos para a construção civil com recurso a resíduos industriais e dióxido de carbono, distinguida com o 1º lugar e a Cyanocarestartup que desenvolveu um polímero produzido por uma cianobactéria marinha, distinguida com o 3º lugar desta competição.

Segundo os fundadores, o próximo passo passa pela montagem de uma “pequena unidade-piloto de produção industrial” e, até ao final do ano, a startup espera arrancar com as vendas.


Fonte: Público

 

ESTÁS À PROCURA DE EMPREGO?

Se estás à procura de emprego, reformula o currículo para que te possas destacar da multidão!

Usa um destes modelos de currículo editáveis e totalmente personalizáveis em Word. Vê aqui

Modelo de currículo editável em Word

CV-PSS-E30D-007 - modelo de currículo editável em WordSugiro igualmente que ouças o Audio Livro que já ajudou milhares de candidatos. São quase 3 horas e meia de dicas que certamente vão fazer a diferença nesta fase da tua vida!

Audio Livro Como conseguir emprego em 30 dias

Procuras mais dicas sobre emprego?

www.emprego30dias.com/dicas

Related Posts